Planos Municipais da Mata Atlântica

No encerramento da exposição A Mata Atlântica é aqui, foi feito o lançamento simbólico dos Planos Municipais da Mata Atlântica na  Bacia Lagos São João

No encerramento da exposição A Mata Atlântica é aqui, foi feito o lançamento simbólico
dos Planos Municipais da Mata Atlântica na Bacia Lagos São João

Uma cerimônia simbólica realizada na Praça das Águas, em São Pedro da Aldeia, em janeiro, selou o Pacto da Mata Atlântica, nos municípios da bacia hidrográfica Lagos São João. No local, a exposição “A Mata Atlântica é aqui”, instalada em um caminhão, estava se despedindo da região onde permaneceu por quase um mês, atraindo centenas de visitantes, estudantes e crianças com suas inúmeras atividades educativas. Este foi o cenário escolhido para o lançamento dos Planos Municipais de Conservação da Mata Atlântica que serão elaborados, para preservar o que restou da mata original nesses territórios. Segundo estudos da ONG SOS Mata Atlântica, na Região dos Lagos só restaram 5% da mata original.

Participaram do evento a superintendente de Biodiversidade e Florestas da Secretaria Estadual do Ambiente, Alba Simon, a coordenadora de Meio Ambiente da Associação Estadual dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro (AEMERJ), Janete Abrahão, o superintendente regional do INEA, Tulio Vagner, o então presidente do Comitê de Bacia Lagos São João, Carlos Gontijo, superintendente da Águas de Juturnaíba, o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), Mário Flávio Moreira, e a Assessora Jurídica da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA), Vanessa Lima, que também é coordenadora de Meio Ambiente de Cabo Frio, além de representantes dos municípios, lideranças comunitárias e ambientalistas.

Foto: Edimilson Soares

Foto: Edimilson Soares

As deliberações para a assinatura da parceira entre as entidades foram definidas em reunião realizada na sede do Consórcio, em Araruama. Na ocasião, foram apresentados os novos secretários e/ou coordenadores municipais de Meio Ambiente na região. Foi feita uma apresentação das atividades ambientais executadas e em execução na bacia e o Plano de Trabalho do CILSJ para 2013. Outro ponto abordado foi o Cadastro Ambiental Rural (CAR), iniciativa do INEA com recursos do FUNDRHI em apoio à regularização ambiental das propriedades rurais, que será realizada na Bacia Lagos São João ainda este ano.

Mas o ponto alto da reunião foi a apresentação da representante da Secretaria do Estado do Ambiente (SEA), Alba Simon, superintendente de Biodiversidade e Florestas, e de Janete Abrahão, coordenadora de meio ambiente da Associação Estadual de Municípios do Estado do Rio de Janeiro (AEMERJ), que relataram a experiência na elaboração dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica dos municípios do norte e noroeste do Estado.

Exposição Itinerante

Os biólogos Paulo Bidegian, Adriana Saad, Alba Simon e Janete Abrahão, colegas na Faculdade de Biologia da Universidade Santa Úrsula, no Rio, se reencontraram na reunião realizada na sede do CILSJ, em Araruama

Os biólogos Paulo Bidegian, Adriana Saad, Alba Simon e Janete Abrahão, colegas na Faculdade de Biologia da Universidade Santa Úrsula, no Rio, se reencontraram na reunião realizada na sede do CILSJ, em Araruama

O projeto “A Mata Atlântica é Aqui – Exposição Itinerante do Cidadão Atuante” chegou à Praça das Águas, no centro de São Pedro da Aldeia, em janeiro. O caminhão adaptado para atividades de educação ambiental ficou até o final do mês, com diversas atrações gratuitas, para um público de todas as idades. Palestras, oficinas, cinema, jogos educativos, debates e exposições foram algumas das atividades promovidas pela ONG SOS Mata Atlântica. Este foi o cenário do lançamento dos Planos Municipais da Mata Atlântica, que começarão a ser elaborados na Bacia Hidrográfica Lagos São João.

Comments are closed.