Eleita a nova diretoria do Comitê da Bacia Hidrográfica Lagos São João

Haroldo, presidente da Câmara Técnica de Pesca, Mário Flávio, secretário do Consórcio, Anderson Alexandre, prefeito de Silva Jardim, eleito presidente do Comitê, Cláudio Chumbinho, prefeito de São Pedro da Aldeia, eleito presidente do Consórcio, e os demais membros da diretoria do CBHLSJ: o vice Carlos Gontijo, superintendente da Águas de Juturnaíba e o secretário Tulio Vagner, superintendente do INEA, além dos diretores administrativos Jaime Azulay, do Subcomitê de Saquarema, Sival Silva, do Rio São João, Dalva Mansur, do Rio Una e Ricardo Senra, de Araruama (Foto: Edimilson Soares)

Haroldo, presidente da Câmara Técnica de Pesca, Mário Flávio, secretário do Consórcio, Anderson Alexandre, prefeito de Silva Jardim, eleito presidente do Comitê, Cláudio Chumbinho, prefeito de São Pedro da Aldeia, eleito presidente do Consórcio, e os demais membros da diretoria do CBHLSJ: o vice Carlos Gontijo, superintendente da Águas de Juturnaíba e o secretário Tulio Vagner, superintendente do INEA, além dos diretores administrativos Jaime Azulay, do Subcomitê de Saquarema, Sival Silva, do Rio São João, Dalva Mansur, do Rio Una e Ricardo Senra, de Araruama (Foto: Edimilson Soares)

A eleição da nova diretoria do Comitê das Bacias Hidrográficas Lagos São João (CBHLSJ) para o biênio 2013-2015 foi no dia 6 de fevereiro, após uma cerimônia que lotou o Teatro Municipal de São Pedro da Aldeia pela manhã, quando também ocorreu a eleição da nova diretoria do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), foi feito o lançamento do projeto de Estatística Pesqueira das Lagoas de Araruama e Saquarema e assinado um convênio com o Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região dos Lagos. Com a mudança do Regimento Interno do CBHLSJ, no final do ano passado, foram criados 4 cargos de diretores administrativos, agora agregados à nova diretoria colegiada.

Foram eleitos: o presidente Anderson Alexandre, prefeito de Silva Jardim, o vice, superintendente da Concessionária Águas de Juturnaíba, o administrador Carlos Gontijo, e como secretário executivo o superintendente regional do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), o engenheiro civil Tulio Vagner. Os 4 diretores administrativos que tomaram posse são representantes dos 4 subcomitês da bacia: Ricardo Senra, da prefeitura de Iguaba Grande, do Subcomitê de Araruama; Jaime Azulay, da CEDAE, de Saquarema; Sival Silva,, da Associação Livre dos Aquicultores das Águas do São João (ALA Foz São João), do Subcomitê do Rio São João, e Dalva Mansur, do Instituto de Pesquisas e Educação para o Desenvolvimento Sustentável (IPEDS), coordenadora do recém-criado Subcomitê do Rio Una e Cabo de Búzios.

Renovação da Plenária

A plenária, composta por instituições que representam os usuários, o poder público e a sociedade civil também teve mudanças. Cinco vagas de usuários foram destinadas ao setor de saneamento e abastecimento público: Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE), Concessionária Águas de Juturnaíba, Concessionária Prolagos e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE Casimiro de Abreu), ficando um assento vago. As cinco vagas para o setor de pesca foram para a Colônia de Pescadores de Saquarema Z-24, a Associação dos Pescadores da Lagoa de Juturnayba, a Associação Livre dos Aquicultores das águas do São João (ALA Foz São João), a Colônia de Pescadores Z-05 de Arraial do Cabo e a Colônia de Pescadores Z-28 de Araruama; ficaram como suplentes: Associação de Pescadores da Praia da Pitória de São Pedro da Aldeia; Associação de Pescadores de Iguaba Grande; e Colônia de Pescadores Z-06 de São Pedro da Aldeia.

As associações e sindicatos rurais da bacia foram contemplados com três vagas: Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cabo Frio; Sindicato Rural de Silva Jardim; Sindicato Rural de Casimiro de Abreu; Duas vagas para o setor de mineração: Associação das Empresas Produtoras de Areia de Silva Jardim (APAREIA) e Cooperativa dos Produtores de Areia da Bacia Hidrográfica Lagos São João (COOPASÃOJOÃO); tendo na suplência a Sociedade Industrial de Granitos (SIGIL). No setor industrial, uma vaga foi preenchida pela Biovert Florestal e Agrícola, tendo como suplente a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN) e foi convidada a Sartori Árvores Nativas e Reflorestamento. O setor de turismo, esporte e lazer, com duas vagas, foi preenchida apenas pelo Clube Náutico de Araruama.

A categoria sociedade civil, preencheu as suas 18 vagas, com as seguintes instituições: Arte por Arte Brasil, Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Seção Rio de Janeiro), Associação Casimirense das Pessoas com Deficiência, Associação das Mulheres Empreendedoras Acontecendo em Saquarema (AMEAS), Associação de Arquitetos e Engenheiros da Região dos Lagos (ASAERLA), Associação de Defesa da Lagoa de Araruama (Viva Lagoa), Associação de Moradores e Amigos do Mato Grosso, Associação Mico-Leão-Dourado, Associação Núcleo de Educação Ambiental da Região da Bacia de Campos, Associação Patrimônio Natural do Rio de Janeiro (APNRJ), Centro de Logística e Apoio a Natureza (CLEAN), Confederação Brasileira de Caminhadas (Anda Brasil), Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis da Região dos Lagos (COCARE), Grupo de Educação para o Meio Ambiente (GEMA), Instituto de Pesquisas e Educação para o Desenvolvimento Sustentável (IPEDS), Movimento de Mulheres de Iguaba Grande (MOMIG), Organização Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável (OADS) e Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio).

Na categoria poder público foram preenchidas, por enquanto, 15 das 18 vagas: Câmara de Vereadores de Iguaba Grande, Prefeitura Municipal de Araruama, Prefeitura Municipal de Armação dos Búzios, Prefeitura Municipal de Arraial do Cabo, Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu, Prefeitura Municipal de Casimiro de Abreu, Prefeitura Municipal de Iguaba Grande, Prefeitura Municipal de Rio Bonito, Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia, Prefeitura Municipal de Saquarema, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RJ), Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ), Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FIPERJ), Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e Secretaria de Estado do Ambiente (SEA-RJ).

O Comitê da Bacia Hidrográfica Lagos São João é um órgão colegiado onde são debatidas todas as decisões referentes à gestão das águas, como previsto em lei e determinado pelo Conselho Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (CNRH). Criado em 8 de dezembro de 2004 e instalado em 23 de fevereiro de 2005, o CBHLSJ é uma instância de decisão política-administrativa, com poder de deliberação sobre todas as ações que interferem na bacia hidrográfica. Cabe ao Comitê assegurar o bom uso das águas, para que as futuras gerações também possam usufruir deste bem finito e indispensável à vida, na perspectiva do desenvolvimento sustentável.

Estiveram presentes na mesa de autoridades, o subsecretário estadual do Ambiente, Luiz Firmino; o secretário estadual de Desenvolvimento Regional , Abastecimento e Pesca, Felipe Peixoto; o presidente da FIPERJ, José Bonifácio; o representante do Ministério da Pesca, Sergio Henrique; o deputado estadual, Janio Mendes; o secretário executivo do CILSJ, Mário Flávio; os anfitriões da reunião, Cláudio Chumbinho, prefeito de São Pedro da Aldeia, Iédio Rosa, vice, e Adriana Saad, secretária de meio ambiente; as prefeitas Graziella Magalhães, de Iguaba Grande; Franciane Motta, de Saquarema; Solange Pereira, de Rio Bonito e os prefeitos Miguel Jeovani, de Araruama; Alair Correa, de Cabo Frio; Andinho, de Arraial do Cabo; André Granato, de Búzios; Anderson Alexandre, de Silva Jardim; Washington Quaquá, de Maricá e Ezequiel da Costa (vice-prefeito), representando o prefeito Antonio Marcos de Casimiro de Abreu.

Comments are closed.