Eleição e renovação do Consórcio Intermunicipal Lagos São João reúne todas as prefeituras da região

Prefeitos, deputados e técnicos do Governo do Estado unidos na defesa do ambiente (Foto: Michele Maria)

Prefeitos, deputados e técnicos do Governo do Estado unidos
na defesa do ambiente (Foto: Michele Maria)

O prefeito Cláudio Chumbinho, de São Pedro da Aldeia, foi eleito presidente do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), para um mandato de 2 anos, tendo como vice a prefeita de Iguaba Grande, Grasiella Magalhães. O secretário executivo do CILSJ, biólogo Mário Flávio Moreira, foi reconduzido ao cargo. A eleição foi durante uma reunião bastante concorrida no Teatro de São Pedro da Aldeia, com a presença de praticamente todos os prefeitos da região, além de vereadores, secretários municipais de meio ambiente, pescadores, lideranças comunitárias, ambientalistas, representantes de organizações não governamentais, associações e sindicatos rurais, entre outros.

Os prefeitos reafirmaram a disposição de participar com maior empenho nas ações do CILSJ.  Além dos prefeitos e secretários de meio ambiente, fazem parte do Conselho de Associados do CILSJ, representantes das empresas concessionárias de água e esgoto, instituições governamentais do estado e federais da área de meio ambiente, empresas privadas e ONGs da região. Assim têm assento no CILSJ o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, a presidenta do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), Marilene Ramos, e os seguintes representantes municipais: prefeito de Araruama, Miguel Jeovani; de Armação dos Búzios, André Granato; de Arraial do Cabo, Wanderson Andinho; de Cabo Frio, Alair Corrêa; de Cachoeiras de Macacu, Waldecy Machado; de Casimiro de Abreu, Antônio Marcos; de Iguaba Grande, Grasiella Magalhães; de Maricá, Washington Quaquá; de Rio Bonito, Solange Almeida; de São Pedro da Aldeia, Cláudio Chumbinho; de Saquarema, Franciane Motta; e de Silva Jardim, Anderson Alexandre.

Os secretários ou coordenadores de meio ambiente na bacia são: Alan Tavares, de Araruama; Carlos Alberto Muniz, de Armação dos Búzios; David Aguiar, de Arraial do Cabo; Vanessa Lima, de Cabo Frio; Loir de Lima, de Cachoeiras de Macacu; Maurício Porto, de Casimiro de Abreu; Paulo Sergio, de Iguaba Grande; Alessandro Paz, de Maricá; Newton de Almeida, de Rio Bonito; Adriana Saad, de São Pedro da Aldeia; Gilmar Magalhães, de Saquarema; e Paulo Espíndola, de Silva Jardim. As empresas privadas que fazem parte do CILSJ são: AGM Empreendimentos Hoteleiros, Oriente Construção Civil, Rodovia Via Lagos, Concessionária Águas de Juturnaíba, Concessionária Prolagos, Construtora Mil/Villa Rio, Dois Arcos Transporte e Tratamento de Resíduos Sólidos e Tosana Agropecuária.

As organizações não governamentais (ONGs) indicadas na Plenária das ONGs são: 1º titular, Organização Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável (OADS), Adelina Volcker e/ou Ana Maria; suplente: Grupo de Educação para o Meio Ambiente (GEMA), Lucia Lopes e/ou Gleice Maira; 2° titular, Instituto de Pesquisas e Educação para o Desenvolvimento Sustentável (IPEDS), Dalva Mansur; suplente, Movimento das Mulheres de Iguaba Grande (MOMIG), Zilda Santos; 3° titular, Associação de Defesa da Lagoa de Araruama (VIVA LAGOA), Yan e/ou Arnaldo Villa Nova; suplente, Associação de Pesca da Praia da Pitória, Chico Pescador; 4°titular, Associação das Mulheres Empreendedoras Acontecendo em Saquarema (AMEAS), Layla Garrido; suplente, Associação Livre dos Aquicultores das Águas do São João (ALA Foz São João), Sival Silva.

O Consórcio Intermunicipal Lagos São João foi criado em dezembro de 1999, visando a conservação, recuperação e sustentabilidade do meio ambiente, integrando governos, empresas e sociedade civil organizada. Surgido da luta ambiental, em torno da degradação da Lagoa de Araruama, que na época estava vivendo sua fase mais crítica, o CILSJ tornou-se um instrumento de ação que favoreceu o ambiente na Região dos Lagos. Em 2004, o CILSJ foi o grande fomentador da criação do Comitê da Bacia Hidrográfica Lagos São João (CBHLSJ), que corresponde a uma das 10 Regiões Hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro. Em 2010, o CILSJ que já vinha atuando como secretaria executiva do Comitê, tornou-se a entidade delegatária, funcionando como Agência de Águas, do CBHLSJ. No ano passado, o Consórcio tornou-se também delegatária do Comitê da Bacia dos Rios Macaé e Ostras.

Comments are closed.