Aprovado projeto de estudo do robalo-peva, no Rio São João

O projeto “Estudo da biologia reprodutiva do robalo-peva (Centropomus parallelus) no estuário do rio São João, em Casimiro de Abreu-RJ” foi aprovado pela Fundação Boticário de Proteção à Natureza. Considerado de extrema importância como subsídio à conservação, o projeto é uma parceria da Associação Livre dos Aquicultores das Águas do São João (ALA Foz São João), com o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio Ambiental de Macaé (NUPEM/UFRJ) e o Programa PAPESCA, da UFRJ. Com grande valor conservacionista, o projeto terá um financiamento no valor de R$ 29.331,00. Foi um dos 20 aprovados, entre 216 que foram enviados de todo o território nacional.

O projeto  tem como  principal objetivo, pesquisar e descrever a biologia reprodutiva e o processo de transição sexual do robalo-peva, para suprir lacunas referentes à fragilidade da espécie por ser  hermafrodita. Com estes estudos e a análise de seus resultados, será possível o manejo sustentável da espécie, através de ações junto à comunidade pesqueira e às autoridades, buscando políticas públicas que minimizem os impactos negativos da sobrepesca e da degradação dos habitats dos robalos no Rio São João. Maiores informações: Vagner dos Santos, do NUPEM/UFRJ: Fone-fax: (22) 27629313 e 27593431. E Alexandre de Azevedo, professor adjunto, UFRJ/Campus Macaé.

 

Comments are closed.