Adeus a Ninon Machado

Ninon Machado com Edna Calheiros da AMEAS no evento Governança das Águas através de Organismos Colegiados, durante  a Rio+20 (Foto: Dulce Tupy)

Ninon Machado com Edna Calheiros da AMEAS no evento Governança das Águas através de Organismos Colegiados, durante a Rio+20 (Foto: Dulce Tupy)

O legado permanecerá, mas a ausência de Ninon Machado de Faria Leme Franco já é sentida por todos que tiveram a honra de conhecê-la e atuar ao lado dela. Nascida no Rio de Janeiro, Ninon dedicou sua vida às causas socioambientais e será homenageada no XIV ENCOB. Tornou-se uma referência entre os grupos de gênero, por sua incansável luta pelos direitos da mulher. Diretora executiva do Instituto Ipanema, conquistou inúmeros resultados positivos em defesa da natureza, em especial dos recursos hídricos, destacando-se a edição das cartilhas sobre “Gênero e Água”, em parceria com a GWA (Gender and Water Alliance).

Disponibilizadas no sítio eletrônico do Ministério da Educação, através do Portal do Professor, servindo de ponto de partida para muitas ações educativas através de um material ricamente ilustrado pelo cartunista Ziraldo, as cartilhas são subdivididas em 4 títulos – Visão de gênero: o que é isso?; Gênero, água, saneamento e saúde; Gênero, água e eventos climáticos; e Gênero, água, agricultura e alimento. Referência nacional, a cartilha Gênero e Água foi lançada no âmbito das comemorações dos 10 anos da Política Nacional de Recursos Hídricos e apresentada em larga escala, no Seminário “Incorporação de Gênero na Gestão das Águas – Oficina de Capacitação de Multiplicadores para a Comunidade Lusófona”, realizado em Pernambuco, em 2009.

Gênero e ÁguaRecentemente, a Câmara Técnica de Educação Ambiental (CTEA) do Comitê de Bacia Lagos São João (CBHLSJ) destinou R$ 30 mil, no Plano de Investimento 2012, para desenvolver um projeto na bacia Lagos São João, baseado na cartilha Gênero e Água. O projeto-piloto será em Saquarema, onde 30 mulheres, homens e jovens serão capacitados nos três distritos – Saquarema, Bacaxá e Sampaio Corrêa – num total de 90 pessoas.

Ninon Machado colaborou com a estruturação da Política Nacional de Recursos Hídricos, tendo sido responsável pela proposta de criação da Câmara Técnica de Educação, Capacitação, Mobilização Social e Informação em Recursos Hídricos (CTEM) no âmbito do Conselho Nacional de Recursos Hídricos. Ninon também buscou constante participação em projetos pela sustentabilidade, tornando-se membro fundadora da Agenda 21 Comperj, onde pôde acompanhar e apoiar o fortalecimento do coletivo que abrange hoje 15 municípios. Falecida em 11 de setembro, Ninon vem recebendo inúmeras homenagens por sua respeitável trajetória, que despertou a admiração de todos que conviveram com ela, além de um lugar na história do movimento socioambiental do país. Merecidamente, Ninon será lembrada durante o XIV ENCOB, no seminário Água e Gênero, a ser realizado no dia 8 de novembro em Cuiabá, Mato Grosso.

Comments are closed.