WWF visita a Bacia Lagos São João

O grupo do WWF que esteve na Região dos Lagos em fevereiro. Foto: Monique Barcellos

O grupo do WWF que esteve na Região dos Lagos em fevereiro. Foto: Monique Barcellos

Um grupo de técnicos da WWF visitou, em Cabo Frio, a Elevatória Excelsior, na Praia das Palmeiras, e as obras da dragagem do Canal do Itajuru. O encontro trouxe Glauco Kimura, Angelo Lima, Samuel Barreto, Carlos Scaramuzza e Damian Fleming, este diretamente de Londres, para verificar técnicas de tratamento de esgoto praticados pelas empresas Prolagos e Águas de Juturnaíba. Foram recebidos pelos engenheiros da Prolagos, José Luiz e Paula Medina, além do coordenador da Câmara Técnica de Monitoramento e presidente da Ong Viva Lagoa, Arnaldo Villa Nova, do secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ), Mário Flávio Moreira, e outros.

A jornalista filipina Mica, radicada no Reino Unido, que visitou a Bacia Lagos São João, em março. Foto: Edimilson Soares

A jornalista filipina Mica, radicada no Reino Unido, que visitou a Bacia Lagos São João, em março. Foto: Edimilson Soares

Em Araruama, o grupo visitou a Estação de Tratamento Wetland, que inovou o tratamento de esgoto com uma técnica que utiliza plantas que promovem a limpeza da água sem a utilização de produtos químicos. Lá foram recebidos pelo superintendente da Águas de Juturnaíba, Carlos Gontijo e pelos engenheiros Marcelo Luvisotto e Felipe Victorino, responsável pela Wetland, além das coordenadoras de programas do CILSJ Natalia Ribeiro e Denise Pena.

Em abril, veio a coordenadora de comunicação da WWF, a jornalista filipina Mica Ruiz, que foi recebida pelos membros do Consórcio (CILSJ), que a levaram a conhecer de perto o programa FUNBOAS, de compensação ambiental, na microbacia de Cambucaes, em Silva Jardim e a Wetland, em Araruama. Acompanhada pelo jornalista da WWF-Brasil Gadelha Neto, Mica ficou surpreendida com tanto trabalho realizado numa bacia tão pequena como a Bacia Hidrográfica Lagos São João.

Comments are closed.