Será criado Geoparque no Rio de Janeiro

As beachrocks de Jaconé em Maricá. Foto: Edimilson Soares

As beachrocks de Jaconé em Maricá. Foto: Edimilson Soares

Geólogos, técnicos e representantes de várias instituições, professores e gestores de 12 municípios reuniram-se na Fazenda Campos Novos, sede da Secretaria de Agricultura de Cabo Frio, para participar da criação do Geoparque Costões e Lagunas do Rio de Janeiro. Coordenado pela geóloga Kátia Mansur, do DRM-RJ, o projeto do geoparque vem ganhando apoio de várias personalidades nacionais e internacionais, como o professsor Ildeu Moreira, do Ministério de Ciência e Tecnologia, e do tataraneto do naturalista Charles Darwin, Randal Keynes, que se dispôs a assinar uma carta de apoio ao Geoparque e ao tombamento da Fazenda Campos Novos, onde Darwin pernoitou em 1832, durante sua histórica viagem ao Rio de Janeiro.

Kátia Mansur informou que a Petrobras se comprometeu com a realização de um filme sobre o Geoparque, no projeto que a estatal desenvolve com a universidade suíça ETH Zurich. Esta foi a segunda reunião visando a criação do Geoparque. Na ocasião, a professora Renata Schmitt, da UFRJ, fez uma palestra sobre a relevância internacional das rochas da região que vai de Maricá a Campos. A professora Maria da Glória Alves, da UENF, apresentou o patrimônio geológico e histórico de Campos dos Goytacazes; a arquiteta Ana Maria, de Arraial do Cabo, falou do seu município e foram apresentadas ainda ações na Lagoa Salgada, em São João da Barra. O biólogo Mário Flávio Moreira, secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Lagos São João, participou da reunião. As próximas reuniões estão sendo agendadas nos municípios que irão compor o futuro Geoparque.

Comments are closed.